PLANETA LUA


24/06/2006


UM BARCO CHAMADO TERRA - HIV NOSSO DESAFIO

 

Estamos todos no mesmo barco, nosso Planeta, A TERRA. E o HIV é um desafio de todos nós, infectados ou não . Temos que enfrentar  esse novo desafio, com coragem e amor. É o nosso desafio, e não somente de quem é soro-positivo, ou de quem ama um soro-positivo. O que acontecer a qualquer membro desse Barco, o planeta Terra, atinge cada um dos viajantes, mesmo que não o percebamos  no momento... Mesmo que ignoremos isso... Tudo o que acontece a você, é importante para mim. Tudo o que me acontece, te atinge... Como bem disse o Cacique Seatle: Tudo está relacionado entre si.

Chega de divisões... Já bastam as barreiras raciais, sexistas, nacionalistas, de classe social que criamos... Ainda uma nova?


Se o HIV é um dos nossos novos desafios, vamos enfrentá-lo juntos... O destino do nosso barco é o nosso destino, um único destino. Se o barco furar, todo mundo afunda, se o barco for feliz, se estiver forte para enfrentar os desafios, todos chegarão seguros ao destino final da nossa viagem... E o destino final da nossa viagem é a luz e a unidade absoluta.

Aqueles que permanecem em grupos, isolados, achando que o fato do seu lado do barco estar aparentemente sem problemas, e por isso fingem ignorar os desafios do restante do barco, são tolos... O furo daqui do meu lado, jogará água sobre todos nós, e nos lançará ao fundo... Preconceito é tão pobre... é o puro pavor dos ignorantes, que tem medo do calor do sol e por isso morrem de frio...

Contra o preconceito só educação. Mas também leis justas. Leis para punir os covardes, os tolos que se divertem com os desafios dos outros. Os tolos que se acham acima dos outros seres.

 

"somos as plantas de um só pomar, as flores de um mesmo prado, as rosas de um só jardim, as ondas de um mesmo mar"



Apelo para o bom senso da raça humana, vamos todos conhecer melhor o que esta acontecendo, quais os desafios que temos que enfrentar... Pesquisem!  Já estamos vencendo em muitos lugares, aqui no Brasil as pessoas infectadas estão vivendo uma vida normal, podem amar, casar, trabalhar, viver... A sobrevida é ótima. Em alguns países, especialmente no continente Africano, ainda existe um quadro assustador  por falta de informação, de medicamentos de controle. Vamos combater, dentro e fora de nós o preconceito, o estigma que ainda pesa sobre quem foi infectado. Vamos fugir do nosso medo. Vamos assumir nosso papel nessa história.

 

Bem... Ninguém está livre de contrair o vírus... Ele  está aí e vamos ter que aprender sobre ele, e vamos aprender a sobreviver a ele... E estamos aprendendo a ser feliz, e a viver dignamente apesar dele... E a prevenir para que ele desapareça... Mas o que acontece a um de nós, acontece a todos nós, de alguma maneira... Isto é o que temos que aprender.

Escrito por Lua, filha do Sol às 03h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Centro-Oeste, CAMPO GRANDE, Mulher

Histórico